7 dicas de ouro para roteiristas iniciantes deixarem de ser iniciantes.

Atualizado: 4 de Abr de 2020

1. Não deixe as regras de roteiro travarem sua criatividade.


Muitos roteiristas iniciantes travam todo seu processo criativo porque ficam pensando em regras de roteiro. Liberte-se disso. Escreva à vontade.


Um roteiro precisa ter personalidade, voz própria. E é a sua criatividade que dará essa autenticidade ao seu roteiro, portanto, deixe-a voar. Coloque no roteiro tudo que você quer escrever, sem amarras. Quando terminar, faça os ajustes técnicos de roteiro.


Você descreveu demais? Enxugue. O diálogo está muito longo? Diminua. Ficou literário? Deixe objetivo. O personagem X ficou sem função? Elimine-o. Permita-se escrever livremente primeiro. Nos próximos roteiros, você já vai começar a escrever dentro das regras e, com o tempo, elas passarão a ser naturais na sua escrita.



2. Aprenda a escrever barato.


Depois que você descobrir seu estilo criativo e passar a dominar as regras gerais de um roteiro, faça esse treinamento: comece a escrever barato.


Acostume sua criatividade a trabalhar com limitações de orçamento (ex: poucas locações, poucos atores, poucas externas, poucos efeitos especiais etc). Dessa forma, você harmoniza seu trabalho criativo com a realidade de mercado.


Bons roteiros que demandam menos dinheiro são mais atrativos do que aqueles que exigem milhões. Além disso, um roteirista capaz de criar soluções boas e baratas tem muito mais valor profissional do que aquele que só consegue ser criativo bolando cenas caríssimas.



3. Use os grupos de roteiristas da forma certa.


Grupos de roteiristas no Facebook não são escolas de roteiro. São o mundo real, o mercado, vitrine para o seu trabalho. Sempre há produtoras de porte e profissionais bem-sucedidos participando desses grupos.


Por isso, a dica é: em vez de postar aquele roteiro que você sabe que ainda não está bom, escolha alguns colegas que têm mais experiência e peça ajuda inbox. Só publique seu roteiro para o grupo (ou seja, para o mercado ver) quando ele estiver vendendo o seu melhor. Dessa forma, você começa a construir uma imagem profissional muito positiva.



4. Deixe um rastro de boa impressão ao fazer contato com profissionais.


Evite abordagens vagas, sem propósito ou informais demais. Ao fazer um primeiro contato profissional (com colegas roteiristas, consultores de roteiro, produtoras etc), capriche no texto, apresente-se brevemente e já informe qual o motivo da abordagem.


Ex: “Olá xxxxx. Meu nome é xxxxx. Sou xxxxx, trabalho com xxxxx e gostaria de xxxxx”.


Especialmente por não ter ainda bagagem profissional, o roteirista iniciante deve aproveitar toda e qualquer oportunidade, por menor que seja, para criar uma boa impressão.



5. Aproveite os festivais de roteiro para se destacar da multidão de iniciantes



Festivais de roteiro são um bom caminho para quem está começando. Ter premiações na bagagem sinaliza para o contratante que o roteirista tem um material que vale a pena ser lido. E isso é tudo que você precisa.



6. Não ache que você tem que seguir o caminho trilhado por outros profissionais.


Ao ouvir outros profissionais falando sobre suas carreiras, nunca tome a experiência alheia (bem-sucedida ou fracassada) como regra para você. O caminho de cada pessoa para atingir o sucesso profissional é 100% único, individual.


Aquilo que João diz que é impossível, você pode fazer facilmente e conseguir. Aquilo que José diz que é obrigatório, você pode ignorar e conseguir. Aquilo que Jorge diz que você precisa ter, você pode não ter e conseguir.



7. Não faça 3 tratamentos. Faça 100.


Só pare de mexer no seu roteiro quando ele estiver realmente vendendo o seu melhor.


Para cada roteiro que escrevo, faço em média 100 tratamentos. Literalmente. Reviso e altero o roteiro do começo ao fim várias vezes por dia. Não importa se é longa, curta, série, esquete. Todos passam por esse processo.


Eu só envio um roteiro para um cliente ou possível contratante depois que ele passou por essa maratona de alterações e revisões incansáveis. Essa rotina faz toda a diferença.


Leda Ene

Roteirista

196 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo